Plataforma digital disponibiliza vagas de trabalho a pessoas negras

Ferramenta exclusiva para envio de currículos de candidatos afrodescendentes é uma parceria do MEC com a Fazp

O Ministério da Educação e a Faculdade Comunitária Zumbi dos Palmares (Fazp) criaram uma plataforma digital para facilitar a busca por estágio, emprego e cursos por estudantes afrodescendentes. Os alunos poderão se inscrever e enviar os currículos para se candidatar às vagas que as empresas vão oferecer por meio da ferramenta. “Lá, nós temos jovens formados pelo ProUni [Programa Universidade Para Todos], inclusive muitos com pós-graduação", destacou o ministro da Educação, Rossieli Soares. "São talentos que estão à disposição de todos os parceiros para virem buscá-los e serem contratados efetivamente.”

A nova ferramenta já se encontra em operação. Os estudantes interessados em disponibilizar suas informações e conferir as áreas em que desejam trabalhar ou estagiar, bem como as vagas disponíveis pelas empresas parceiras, podem acessar a página da Faculdade Zumbi dos Palmares.

O reitor da instituição, José Vicente, destacou que a parceria com o MEC será importante para diversificar o banco de talentos da Fazp. “É um passo importantíssimo, pois essa plataforma, além de recepcionar currículos, está pronta para fazer as qualificações tanto para os concursos públicos quanto para carreiras jurídicas, língua inglesa, habilidades socioemocionais e educação financeira”, comemorou.

Rossieli Soares defendeu uma maior participação de estudantes negros e indígenas nas universidades brasileiras. Lembrou que, embora avanços já tenham sido obtidos, ainda há desafios a serem enfrentados na promoção da igualdade em todo o Brasil: "É importante que a inclusão não ocorra simplesmente para colocar dentro da universidade ou dentro da escola pública, mas que ocorra verdadeiramente."