MEC já liberou 70% das verbas de custeio para universidades

Benefício se estende a institutos e hospitais da rede federal

O Ministério da Educação já liberou 70% da verba prevista neste ano referente a custeio para as universidades, institutos e hospitais da rede federal. No último dia 20 de junho, foram liberados R$ 750,9 milhões em limite de empenho. O total previsto no orçamento de 2018 para as despesas relacionadas ao funcionamento regular das instituições, tais como água, luz e contratos com fornecedores, é R$ 7,5 bilhões. Desde janeiro o valor acumulado é de mais de R$ 5,2 bilhões.

Do total liberado em junho, R$ 523,8 milhões irão para universidades federais; R$ 221,8 milhões às instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica; e R$ 5,2 milhões aos hospitais universitários federais.

Desde 2016, o MEC tem liberado 100% dos recursos de custeio previstos no orçamento das universidades e instituições federais. Dos 70% já liberados este ano, R$ 3,6 bilhões foram destinados às universidades, R$ 1,5 bilhão aos institutos e R$ 39,8 milhões aos hospitais universitários. "Isto é o melhor que nós temos, em anos, em relação à liberação de custeio”, afirmou o ministro da Educação, Rossieli Soares.

Para o reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA) e presidente da Andifes, Emmanuel Tourinho, a previsibilidade na liberação dos recursos orçamentários é fundamental. “Estamos avançando nessas liberações de custeio e temos a expectativa de fazer o mesmo em relação às verbas de capital, de modo que possamos executar o planejamento com o melhor aproveitamento possível”, disse Tourinho.