Inglês será obrigatório no Novo Ensino Médio

Iniciativa amplia horizontes de jovens e qualifica mão de obra para o mercado, dizem educadores

Língua mais falada no mundo, o inglês poderá ser ouvido com mais frequência entre os jovens do Brasil. Assim que o Novo Ensino Médio for implementado nas redes pública e privada, o idioma passará a ser a disciplina obrigatória.

Atualmente, a escolha da língua estrangeira fica a cargo das escolas, que podem optar entre o inglês ou o espanhol. Com o novo modelo, se a escola oferece apenas uma língua estrangeira, ela deve ser o inglês. Se há a possibilidade de um aluno cursar mais de uma, a segunda língua, preferencialmente, deverá ser o espanhol.

Para Vicente Delorme, diretor de Ensino do Colégio PH, a obrigatoriedade do ensino do inglês no Ensino Médio abre as portas para os jovens brasileiros.

– É um passo em direção ao mercado atual. O inglês é a segunda língua de quase todos os países do mundo. Do ponto de vista da qualificação de mão de obra, vai ser um ganho importante. E ainda vamos ampliar ainda mais os horizontes de um jovem de 15 anos que estuda em escola pública, por exemplo. Ele vai poder conhecer outros caminhos, outros assuntos. A sociedade só tem a ganhar – avalia o diretor.

Francisco José de Oliveira, professor de inglês do Colégio e Curso Poliedro, assina embaixo. Há mais de 30 anos à frente de salas de aula de cursos particulares e do Ensino Médio, ele acredita na valorização da língua como ferramenta para a formação de cidadãos

– A língua e a cultura são duas coisas indissociáveis. Você não aprende verdadeiramente uma segunda língua se não conhecer a cultura do país de origem. A interligação do mundo, hoje, se dá pelo inglês. Quando você expõe o aluno a isso, também expande a visão cultural dele. Não iremos progredir se não conhecermos a cultura de outros povos. E essa troca é o que torna as pessoas mais conscientes de si e dos outros – pontua ele.